Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 2 de outubro de 2011

CONTEÚDO DE FILOSOFIA - 3° ANO - AMAR: O VERBO DA VIDA - 4° BIMESTRE

1- A NECESSIDADE DO AMOR

       Ao tomar conhecimento de si mesmo como ser capaz de consciência e liberdade o homem percebeu sua diferença em relação ao restante da natureza. Passou a sentir a solidão que acompanha a individualidade. Ser um, tomar decisões e responder pela vida são fatos que provocam um sentimento doloroso de abandono e desamparo, só superado na relação com o outro. Veja como Erich Fromm* descreve esse estado:
"O homem é dotado de razão; é a vida consciente de si mesma; tem consciência de si, de seus semelhantes, de seu passado e das possibilidades de seu futuro. Essa consciência de si mesmo como entidade separada, a consciência de seu próprio e curto período de vida, do fato de haver nascido sem ser por vontade própria e de ter de morrer contra sua vontade, de ter de morrer antes daqueles que ama, ou estes antes dele, a consciência de sua solidão e separação, de sua impotência an-te as forças da natureza e da sociedade, tudo isso faz de sua existência apartada e desunida uma prisão insuportável. Ele ficaria louco se não pudesse libertar-se de tal prisão e alcançar os homens, unir-se de uma forma ou.de outra com eles, com o mundo exterior"
      Dessa necessidade de união nasce o amor. O amor é, pois, o meio procurado e desenvolvido pelo homem para vencer o isolamento e escapar da loucura.
        O amor é fundamental para o homem e para a sociedade. Sem amor, o homem torna-se árido, incapaz de encantar-se com a vida e de envolver-se com os outros. Não se sensibiliza com o abandono dos velhos, a morte das crianças, a miséria do povo, a poluição e a destruição do planeta, o roubo da cidadania, a morte dos ideais. Sem amor não há encontro, não há diferença; resta a escuridão do individualismo, do ser incapaz de relação.

2- O QUE É O AMOR?

       Muitas pessoas confundem o amor com a paixão. Quando estão apaixonadas, julgam estar amando. O amor, porém, e uma vivência mais ampla, é um modo de ser, de viver, que se conquista gradualmente, á medida que se desenvolve a sensibilidade para com as outras pessoas.
É a capacidade de descentrar-se, sair de si ao encontro do outro, em atitude de zelo e respeito. Ser amoroso é uma característica da personalidade e pressupõe toda uma vivência desde o seio materno. Eu digo que Amar é preservar a identidade e a diferença do outro, sem perder a sua. É estar comprometido com a realização do outro, e querer seu bem. O amor é uma força de aproximação, união, envolvimento e responsabilidade. Ela dinamiza a vida que existe nas pessoas... Derruba fronteiras, estabelece contatos e partilhas.
      O amor e uma vivência que se manifesta de várias maneiras: amor materno, amor paterno, amor a Deus, amizade, amor pela natureza, amor a pátria, amar a si mesmo.
vida sem amor é morte, porque só o amor pode criar o mundo humano.
Amar e possibilitar o exercício de liberdade criadora do próprio ser. O amor transforma um ser coisificado, humilhado, e oprimido em uma pessoa plena, de possibilidades. Ele é o mistério que faz com que eu me perca, sem defesas, no outro e o outro em mim, mas, ao nos perdermos um no outro, por sortilégio do amor nos encontramos e nos transformamos em liberdade e criação.


2) Formas de amor

       O amor é uma vivência que se manifesta de várias maneiras: amor materno, amor paterno, amor pela pátria, amor a si mesmo, amor erótico, amor a Deus, amor fraterno, amor peia natureza, etc. Aqui nos limitaremos a tratar do amor erótico e do amor fraterno,

a) Amor erótico

       Quando se faia em amor, pensa-se jogo no amor erótico, na relação homem-mulher, porque essa forma de amor envolve o desejo, a busca de fusão e desenvolvimento a dois.
      O amor erótico pode ser compreendido nos planos biológico, psicológico e filosófico. Biologicamente, consiste na relação sexual e na procriação. Essa energia biológica manifesta-se, psicologicamente, em erotismo. Filosoficamente, exprime-se como busca de unidade, totalidade e comunicação. 
      E o que é erotismo? E a transformação da energia sexual, biológica, em energia psíquica, ampliando consideravelmente a sexualidade. O homem é ao mesmo tempo corpo e psiquismo. As solicitações do corpo expressam-se também de maneira psíquica, produzindo um progressivo desdobramento da sexualidade, que passa a manifestar-se em vivências que aparentemente nada têm a ver com ela, como, por exemplo, na arte, na ciência, no trabalho, na política e no envolvimento prazeroso com as pessoas e com o mundo, amor erótico é muito forte, porque pressupõe o retorno do sentimento vivido: é um dar e receber que se manifesta no prazer da convivência com o outro sexo tanto no plano físico quanto no psicológico,
     O amor erótico quer exclusividade, porque os amantes pretendem ser únicos um para o outro, e reciprocidade, pois buscam alimentar um no outro o amor que sentem.

b) Amor fraterno

          O amor fraterno é o amor entre irmãos, O envolvimento fraterno estende-se á humanidade como um todo. Como em qualquer outra forma de amor, a base do amor fraterno é o amor a si mesmo. A frase bíblica ''Ama o teu próximo como a ti mesmo" e a frase socrática "Conhece-te a ti mesmo" atestam secularmente esse fundamento. Por reconhecer-se como um ser dotado de valor e dignidade é que o homem pode perceber no semelhante características similares que o levam a admirá-lo e a amá-lo como a um igual.
          O amor fraterno possibilita a solidariedade e a compaixão, buscando o desenvolvimento integral do homem, sua libertação, sua autonomia. É próprio desse amor não haver dominador nem dominado. Sua principal característica é o compromisso com o outro. E, por solidarizar-se com o outro, vendo nele um irmão, essa forma de amor possui uma conotação política: não permite a segregação e a discriminação por raça, cor, sexo, credo, nacionalidade. É movida pelo desejo de justiça, igualdade de oportunidades e efetivação da dignidade humana: ama a todos sem exclusividade.

( livro para filosofar Cordi.Santos Bório Correa.volp Laport.Araujo.

Schlesener.Ribeiro.Elocione.Justino).

Nenhum comentário:

Loading...